Os Títulos e Honrarias "engavetados"

Voltar
Fachada da Câmara de Vereadores
Fachada da Câmara de Vereadores
Para algumas pessoas o fato de ter seu nome citado na Câmara de Vereadores de uma cidade como um indicado para receber a honraria máxima que é o Título de Cidadania é motivo de imensa
satisfação.
Para outras , essa indicação é tão sem noção ou desnecessária que nem se dão ao trabalho de receber a homenagem.
Em Jaboticabal essa história não tem sido diferente. A Secretaria da Câmara Municipal tem em seus registros, somente no período de 1990 a 2012, mais de quarenta homenagens, entre Títulos
de Cidadania e Diplomas de Honra ao Mérito que aguardam seus donos para que sejam marcadas as datas das Sessões Solenes quando então serão entregues.
Entre os nomes que estão na fila para serem homenageados encontramos alguns famosos que talvez nunca tenham ouvido falar de Jaboticabal ou que nem tenham qualquer ligação com
a cidade ou seus moradores, tais como o ex-governador do Estado José Maria Marin, o ex-atleta Lars Grael, o ex-ministro Delfin Neto, coincidentemente, todos “ex”alguma coisa.
Na lista, pelo menos um nome muito famoso e que certamente conhece bem Jaboticabal é o de Luana Elidia Afonso Piovani, ou simplesmente, Luana Piovani, cujo Título de Cidadania espera desde 2001.
A falta mais sentida nessa lista é a do apresentar de TV Milton Neves, que certamente tem Títulos de Cidadania em praticamente a maioria das cidades brasileira, menos de Jaboticabal.
Fica ai a dica para os edis de Jaboticabal, para indicarem Milton Neves para receber a honraria. Com certeza ele vem receber e ainda fala no programa da TV que esteve aqui.
Como funciona
Até o ano de 2009 cada vereador poderia indicar quatro nomes para ser homenageado por ano, o que significava 68 honrarias anuais no total. A partir de 2009, esse numero caiu para apenas dois , o
que totalizava 20 homenagens por ano. Com 13 vereadores esse número subiu para 26 homenagens. 
O motivo das honrarias não serem entregues ou recebidas, vai muito em função de questões políticas ou mesmo de agenda dos homenageados, que possuem outras preocupações mais importantes.
Para algumas pessoas o fato de ter seu nome citado na Câmara de Vereadores de uma cidade como um indicado para receber a honraria máxima que é o Título de Cidadania é motivo de imensa satisfação.

Para outras, essa indicação é tão sem noção ou desnecessária que nem se dão ao trabalho de receber a homenagem.

Em Jaboticabal essa história não tem sido diferente. A Secretaria da Câmara Municipal tem em seus registros, somente no período de 1990 a 2012, mais de quarenta homenagens, entre Títulos de Cidadania e Diplomas de Honra ao Mérito que aguardam seus donos para que sejam marcadas as datas das Sessões Solenes quando então serão entregues.

Entre os nomes que estão na fila para serem homenageados encontramos alguns famosos que talvez nunca tenham ouvido falar de Jaboticabal ou que nem tenham qualquer ligação com a cidade ou seus moradores, tais como o ex-governador do Estado José Maria Marin, o ex-atleta Lars Grael, o ex-ministro Delfin Neto, coincidentemente, todos “ex”alguma coisa.

Na lista, pelo menos um nome muito famoso e que certamente conhece bem Jaboticabal é o de Luana Elidia Afonso Piovani, ou simplesmente, Luana Piovani, cujo Título de Cidadania espera desde 2001.

A falta mais sentida nessa lista é a do apresentar de TV Milton Neves, que certamente tem Títulos de Cidadania em praticamente a maioria das cidades brasileira, menos de Jaboticabal.

Fica ai a dica para os edis de Jaboticabal, para indicarem Milton Neves para receber a honraria. Com certeza ele vem receber e ainda fala no programa da TV que esteve aqui.

Como funciona
Até o ano de 2009 cada vereador poderia indicar quatro nomes para ser homenageado por ano, o que significava 68 honrarias anuais no total. A partir de 2009, esse numero caiu para apenas dois , o que totalizava 20 homenagens por ano. Com 13 vereadores esse número subiu para 26 homenagens. 

O motivo das honrarias não serem entregues ou recebidas, vai muito em função de questões políticas ou mesmo de agenda dos homenageados, que possuem outras preocupações mais importantes.

Texto e Foto: ZéMario 

Fonte: Redação

  • Imprima
    essa Notícia
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo